quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Capitulo 5


Internado á 10 dias, logo pela manha chega o doutor responsavel pela neurocirurgia chegou juntamente com a Enfermeira `padrão pra dar finalmente a noticia da tal biopsia, nesse momento meu coração disparou,  o medico foi certeiro disse rispidamente sr Zampieri o seu cancer eh um tumor maligno, já irei dizer que não tem cura, não tendo cura não há como fazer cirurgia, mais por outro lado voce com essas dores voce tera que aprender a conviver com ela respeitosamente e tambem disse que iria encaminhar meu pai pra o responsavel da radioterapia pra fazer algumas simulações e logo saiu. Ficou um silencio por um momento meu pai ficou a me olhar e brevemente em seguida começou a chorar compulsivamente, e logo chegou a psicologa pra conversar com ele, ele chorou muito eu nem quiz me aproximar dele minha dor era tão forte que eu não me cabia de raiva, odio um mix de tudo, mais precisava me centrar pois ainda havia uma guerra pela frente contar tudo isso pra minha familia pensava muito na minha mãe, na minha irmãe na minha avó mãe do pai, pois pra elas seria muito dificil contar e elas absorverem tudo isso de maneira normal.
Bom chegou o momento de sentar com elas e contar de forma fria gelada, na hora que contei foi um choque muito grande o choro foi inevitavél, minha avó calouse em sofrimento que percebemos num momento só ela não queria acreditar que seu filho mais velho tivesse essa doença ele que tão bom era pra ela e pra todos a sua volta. Ai começaram os porques ...
Bom a vida continuava, depois da tempestade do dia meu pai foi submetido as simulação da radioterapia, que iria hamenizar o avanço e crescimento do tumor na coluna lombar com isso as dores poderiam ser diminuidas. Ele fez mais tres seções de radio internado, foi quando na segunda- feira o medico chegou e informou lhe da alta hospitalar viemos pra casa, bem era 10 seções faltava mais 7, essas seriam feitas no hospital diariamente, como foi feita as 7 restantes quando chegou na ultima ele foi dado alta  da radio, e começaria ali mais uma nova etapa segunda a medica que o consultou e avaliou, wque o melhor tramento agora seria a quimioterapia, que seria agenda pra dai uns 35 dias. Nesse periodo meu teve retornos no urologista da fundação e e depois das radio, achou melhor encaminha lo pra Unidade II o Hospital São Judas Tadeu ser tratado nos cuidados paliativos e dor , ou seja o temido hospital da rua 20, foi outro baque muito forte em nossas vidas, esse retorno que iria ser na unidade II seria pra daqui 30 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário